Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Clarice Lispector


Já entrei contigo em comunicação tão forte que deixei de existir sendo.Tu tornas-te um eu. É tão difícil falar e dizer coisas que nunca podem ser ditas. É tão silencioso. Como traduzir o silêncio do encontro real, entre nós dois?Dificílimo contar: olhei pra você por uns instantes, tais momentos são meu segredo. Houve o que se chama de comunhão perfeita... Eu chamo isso de estado agudo de felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário