Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 4 de setembro de 2011


Loucura nossa que estais em mim,
seja feita vossa vontade no meu corpo e minha alma.
O sonho nosso de cada dia nos dai hoje
e contamine o mundo com a dádiva da esperança.
Perdoai meus breves momentos de sanidade assim como
também concedo o perdão aos que me julgam.
Não me deixeis cair na tentação de desistir dos meus sonhos,
livrai-me da hipocrisia e das línguas de víbora.
Santa Loucura, mãe de todas as vontades e realizações,
não permitais que eu esqueça as minhas raízes
e muito menos de quem realmente sou.
Erguei-me dos fracassos pelo caminho
e protegei-me das armadilhas do sucesso.
Santificados sejam os que me amam,
bálsamos presentes na tribulação.
Benditos sejam os que me odeiam porque
sem eles não teria estímulo para lutar.
Louvados sejam os que me chamam de "cabeça de vento"
porque o vento existente em minha cabeça trouxe-me até aqui.
Glorificados sejam os que me acusam de loucura porque só os loucos são armados de audácia e coragem para mudar o que precisa ser mudado.
Decerto que o AMOR, a JUSTIÇA e a DIGNIDADE
me acompanharão todos os dias de minha vida
até o fim da eternidade.
AMÉM!

Janaína da Cunha
04/01/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário