Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 12 de agosto de 2011



Flora
Ednardo


Se eu pudesse pensar em ti

sem vontade de querer chorar

sem pensar em querer morrer,

sem pensar em querer voltar


Essa dor que eu sinto agora

é uma dor que não tem nome

e meu peito devora e come

e fere e maltrata sem matar


No roçado do meu coração

há um tempo de plantar saudades

há um tempo de colher lembranças,

prá depois com o tempo chorar


Flora meu sertão florido

aflora o meu peito só

teu amor é um fogo,é um fogo,é um fogo,é um fogo

dos meus olhos tição

teu amor é um fogo,é um fogo,é um fogo,é um fogo

dos meus olhos tição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário